Saiba tudo sobre a dieta do paleolítico

Saiba tudo sobre a dieta do paleolíticoÉ a dieta do momento! Mais do que uma dieta de emagrecimento, a dieta do paleolítico é um estilo de vida. O objetivo principal é o ganho de saúde, a perda de peso é um efeito secundário.

Contudo, a maioria das pessoas segue esta dieta como foco principal a perda de peso pois para além de ser bastante eficaz, uma das premissas é comer até ficar saciado!

Aqui pode perder peso, sem passar fome e sem regras rígidas de listas intermináveis de alimentos permitidos e proibidos e das famosas comer de 3h em 3h.

Mas o que é isto da dieta do paleolítico?

O que é a dieta do paleolítico: conceito geral

O que é a dieta do paleolítico conceito geralComo o próprio nome indica, a dieta do paleolítico baseia-se na alimentação que o homem do paleolítico fazia (15 mil anos atrás) porque defende que a nossa genética não se alterou de forma significativa até então e por isso o nosso organismo responde de forma saudável se adequarmos a nossa alimentação aos alimentos que existiam nesse período.

O conceito chave é que o corpo humano está muito bem adaptado à alimentação da altura do paleolítico e não responde bem aos produtos processados que surgiram com a agricultura e indústria alimentar.

Comendo de acordo com a alimentação que era feita no paleolítico, o nosso organismo irá estar bem nutrido e usará as reservas de gordura de forma eficiente não acumulando gordura em excesso. Terá um funcionamento ótimo, essencial para a saúde e emagrecimento.

Quais os alimentos usados na dieta do paleolítico

O segredo? Pensar simples! Com este tipo de alimentação você irá comer:

  • Proteína. Vinda da carne, ovos, peixe e frutos do mar;
  • Legumes e verduras em abundância;
  • Frutas da época, privilegiando os frutos vermelhos e bagas como amoras, mirtilos, framboesas e morangos;
  • Ricas em boas gorduras que dão saciedade mas consumidas em moderação;
  • Raízes e tubérculos, como a batata e batata-doce que devem ser consumidas com moderação se pretende perder peso;
  • Óleos saudáveis como azeite extra virgem, óleo de coco.

O que não deve comer:

  • Alimentos processados, com listas de ingredientes intermináveis com químicos e substâncias que nem sabe muito bem o que são;
  • Grãos e Cereais, como o trigo, a cevada e o centeio. Na dieta do paleolítico não são consumidos cereais e elimina-se por completo o glúten que se acredita ser responsável pelo processo de inflamação do organismo;
  • Lacticínios. Numa corrente mais rígida desta dieta todos os lacticínios são retirados, mas outras vertentes defendem que os lacticínios gordos fermentados como o queijo curado ou iogurte grego podem ser benéficos graças à sua gordura saciante;
  • Açúcares refinados, xaropes;
  • Óleos vegetais refinados como margarina, óleo de girassol e de soja;
  • Fast food, fritos em óleos vegetais refinados.

Na verdade esta dieta prende-se com uma alimentação muito simples e natural que privilegia os alimentos na sua forma natural e elimina todos os processados da sua dieta.

É possível perder peso com a dieta do paleolítico?

Sendo que a perda de peso é considerada um efeito secundário deste tipo de alimentação, é possível perder muito peso com ela, mas deverá fazer alguns ajustes de forma a torná-la mais baixa em hidratos de carbono.

É possível perder peso com a dieta do paleolítico

Com uma alimentação paleolítica baixa em hidratos de carbono o seu organismo irá queimar as reservas de gordura de forma eficiente sem ter que passar fome. Mas atenção! É possível que tenha alguns sintomas de abstinência de hidratos de carbono nos primeiros dias da dieta.

Para perder peso:

  • Aumente o consumo de proteínas e vegetais;
  • Reduza ou elimine o consumo de tubérculos e oleaginosas;
  • Reduza o consumo de frutas para 1 por dia.

Emagreça como antigamente!

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here